Tipos de molhos

Neste mundo contemporâneo de muitos alimentos industrializados, a cozinha italiana prioriza o sabor. A tradicional culinária italiana nasceu da unificação das regiões independentes de outrora, eis que cada uma contava com sua própria técnica, baseada nos ingredientes produzidos regionalmente. Ora temos, então, a fantástica “Culinária Italiana” da soma das tradições regionais distintas: a bolonhesa, a siciliana, a veneziana, a toscana, a milanesa, a napolitana etc.

No que diz respeito aos molhos, são tantos e tão variados os tipos servidos nas massas italianas que fica até difícil de escolher. E são importantes demais, afinal dão o toque final à receita e, inclusive, nome ao prato: macarrão ao sugo, lasanha à bolonhesa etc. Dentre os cinquenta mais conhecidos na Itália, dos mais simples aos mais sofisticados, há que se destacar alguns imperdíveis e que fazem sucesso mundialmente.

Ao “Aglione” (Toscana) é molho preparado com um tipo de alho dez vezes maior, típico toscano e produzido em pequena escala. Tem sabor delicioso e, por ser muito mais suave, não possui cheiro forte e tampouco causa hálito. Também inusitado, mas de origem romana, “Cacio (queijo) e Pepe (pimenta)” é a deliciosa mistura da manteiga, queijo pecorino (queijo de leite de ovelhas), queijo parmesão e pimenta do reino.

PASTA ALL’AGLIONE

Na sequência: molho “Alfredo” (Roma) é preparado no calor da massa ao derreter generosa porção de queijo parmesão e manteiga, acrescidos posteriormente de creme de leite; molho “Amatriciana” (Amatrice) leva azeite de oliva, guanciale (bacon não defumado), vinho branco, tomate, pimenta e queijo pecorino; molho “Arrabbiata” (Roma) contém tomates pelados ou frescos, alho, azeite de oliva, pimenta ardida e salsinha;  “Boscaiola” (Toscana) é tipicamente toscano com cogumelos (funghi porcini, chanterelle ou outro), alho, vinho branco, tomate, azeite e salsinha; “Limone” (toda a Itália) reúne o frescor do limão siciliano ao creme de leite, vinho branco, azeite, pimenta e bastante queijo parmesão ralado; “Norma” (Sicília) é uma mistura de berinjela assada ou frita, azeite, molho de tomate, ricota fresca e manjericão.

 

FETTUCCINI ALFREDO
CONCHIGLINE ALLA MATRICIANA

 

PENNE ALL’ARRABBIATA

 

PASTA AL BOSCAIOLA

 

PASTA AL LIMONE

Dentre outros extremamente saborosos, cabe lembrar e também listar: “Bolonhesa” (Bolonha) com carne de porco ou boi, cebola, cenoura, salsão, tomates, vinho, noz moscada, sal e pimenta; “Puttanesca” (Nápoles) à base de molho de tomate marinara, berinjela, ricota fresca, manjericão e azeite; “Pesto” (Gênova) com  manjericão, azeite, queijo parmesão ou pecorino, alho e castanha do tipo pinoli-pinhão; “Vôngole” (Nápoles) que leva vôngole, alho, salsinha, pimenta e azeite; “Alho e Óleo” (Lázio) preparado com alho picado,  pimenta vermelha no azeite de oliva e queijo parmesão; “Carbonara” (Roma) com bacon, alho, gemas de ovos, queijo parmesão e pimenta do reino.

PASTA AL RAGU BOLOGNESE

 

SPAGHETTI ALLA PUTTANESCA

 

PASTA AL PESTO

 

SPAGHETTI ALLE VÔNGOLE

 

SPAGHETTI ALLA CARBONARA

Mas, enfim, qualquer que seja sua escolha, o que importa mesmo é degustar uma ótima massa italiana – melhor ainda se acompanhada de um ótimo toscano tinto como nosso InSSieme ou AluSSinante – e aproveitar o que há de melhor: uma refeição, as boas companhias e a vida.

Ci aspettiamo in Italia per degustare una pasta meravigliosa!

Compartilhe nas redes sociais e delicie-se

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram

Categorias

InSSieme Wine
IGT Toscana

AluSSinante Wine
IGT Toscana

premiações vinho alussinante

InSSieme Wine
IGT Toscana

AluSSinante Wine
IGT Toscana

premiações vinho alussinante

Fale Conosco

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Ut elit tellus, luctus nec ullamcorper mattis, pulvinar dapibus leo.

Ficha técnica

Ficha técnica